Ciclo de Vida das Pteridófitas



O grupo mais conhecido das pteridófitas são as filicíneas representadas pelas samambaias e as avencas. A fase duradoura da samambaia é chamada de esporófito (2n), nesta fase, possuem folhas grandes (frondes), geralmente divididas por folíolos. As folhas jovens são chamadas de báculos e ficam enroladas. O caule da samambaia é subterrâneo ou fica rente ao solo, dessa forma, este tipo de caule que lembra uma raiz é chamada de rizomae os esporângios são estruturas que produzem esporos que se agrupam e essas estruturas são chamados de soros.

As samambaias na fase gametófito são chamadas de prótalo (n), são menos desenvolvidos que o esporófito e geralmente é hermafrodita ou monóico.

Reprodução das pteridófitas 
As pteridófitas podem se reproduzir de forma assexuada por fragmentação, mas além disso, podem se reproduzir em um ciclo haplodiplobiôntico típico. Os esporos geralmente são levados pelo vento e são germinados ao encontrar um substrato em condições favoráveis (ambientes úmidos) e assim formam o prótalo.

Do grupo das pteridófitas, as samambaias são as espécies mais estudadas, mas não são as únicas do grupo. Além das samambaias e avencas, outras duas divisões pertencem ao grupo: Pterophyta (pterófitas), conhecidas como filicíneas, correspondem às samambaias e avencas; Lycophta (licófitas).

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...