Poluição do Ar



A poluição do ar pode ser causada pelo aumento da quantidade de gás carbônico, que acentua o efeito estufa causando o aquecimento global, pela introdução de partículas que ficam em suspensão no ar e pela introdução de gases poluentes. Dentre esses, merecem destaque monóxido de carbono (CO), dióxido de enxofre (SO2), ozônio (O3), dióxido de nitrogênio (NO2) e hidrocarbonetos, como o metano (CH4).

Um dos principais agentes poluidores da atmosfera é o motor a explosão dos veículos automotores.
Quando a queima do combustível e completa, libera dióxido de carbono (CO2), mas a combustão incompleta libera monóxido de carbono (CO).

O monóxido de carbono é um gás extremamente perigoso, inodoro, que se mistura ao ar e acaba sendo inspirado também. Ao passar para o sangue, associa-se a hemoglobina, pigmento vermelho do sangue e principal responsável pelo transporte de oxigênio em nosso corpo. A união do CO com a hemoglobina, no entanto, forma um composto relativamente estável: a carboxiemoglobina. A hemoglobina, “ocupada” pelo monóxido de carbono, não pode transportar oxigênio, causando um tipo de asfixia que pode comprometer a vida. E sempre necessário extremo cuidado com os gases liberados por veículos parados com o motor em funcionamento em garagens, tuneis e outros lugares onde a ventilação é limitada.

Os motores `a explosão não são os únicos agentes poluidores da atmosfera. Industrias siderúrgicas e queimadas de florestas também são importantes fontes de poluentes.

As combustões incompletas de alguns combustíveis podem produzir, alem do monóxido de carbono, alguns hidrocarbonetos gasosos e óxidos de nitrogênio. Estes dois subprodutos combinam-se na atmosfera em presença de luz solar, produzindo outras substâncias mais tóxicas: o ozônio (O3) e o nitrato peroxiacetílico (PAN). Essas duas substâncias provocam nos humanos desconforto respiratório e irritação nos olhos seguida de lacrimejamento.

O excesso de O3 determina aumento na taxa respiratória das plantas, que acabam morrendo por consumir desnecessariamente a glicose armazenada. Alem disso, o PAN inibe a fotossíntese, causando a morte da planta, uma vez que ela não pode mais sintetizar seus alimentos. Certas variedades de plantas são muito sensíveis a esses fatores, e seu cultivo não tem sido mais possível em áreas próximas a grandes cidades.

Além da gasolina, a queima de outro derivado do petróleo, o óleo diesel, e a queima do carvão mineral pelas indústrias também liberam produtos tóxicos na atmosfera. É o caso do dióxido de enxofre (SO2) e do dióxido de nitrogênio (NO2), gases que causam distúrbios respiratórios no ser humano, como bronquite e asma. Esses gases reagem com o vapor-d'água da atmosfera, originando, respectivamente, ácido sulfúrico e ácido nítrico, que chegam `a superfície sob a forma da chamada chuva ácida. Além de destruir monumentos, mármore, grades metálicas e carrocerias de carros, essa chuva provoca acidentes ecológicos graves: destrói a vegetação e contamina o solo e a água. O aumento da acidez da água de certos lagos, por exemplo, tem causado grande mortalidade de peixes.
As partículas sólidas em suspensão no ar, da mesma forma que os gases componentes da atmosfera e os poluidores, são levadas pelas correntes de convecção para as camadas mais altas da atmosfera, por onde se dissipam. Esse processo diminui a poluição atmosférica e reduz seus efeitos.

A troposfera torna-se cada vez mais fria a medida que aumenta a altitude. No entanto, uma massa de ar quente pode cobrir uma camada mais fria. Quando isso acontece, as correntes de convecção tornam-se fracas e incapazes de dispersar o ar, e com ele as substâncias poluidoras. Então, a atmosfera próxima ao solo torna-se densa, escura e imprópria `a vida normal e saudável.

Esse processo, caracterizado pela presença de uma massa de ar quente onde normalmente a atmosfera e fria e responsável pelo quadro descrito, e conhecido por inversão térmica.

A inversão térmica é particularmente grave em cidades industriais, pois aprisiona grande quantidade de poluentes no ar que a população respira.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...