Líquens



Os liquens são associações simbióticas de mutualismo entre fungos e algas. Os fungos que formam liquens são, em sua grande maioria, ascomicetos (98%), sendo o restante, basidiomicetos. As algas envolvidas nesta associação são as clorofíceas e cianobactérias. Os fungos desta associação recebem o nome de micobionte e a alga, fotobionte, pois é o organismo fotossintetizante da associação.

A natureza dupla do liquen é facilmente demonstrada através do cultivo separado de seus componentes. Na associação, os fungos tomam formas diferentes daquelas que tinha quando isolados, grande parte do corpo do liquen é formado pelo fungo.

Podem ser encontrados nos mais diversos ambientes incluindo altas temperaturas. Do nível do mar até 7000 metros no Everest. Por possuírem uma grande capacidade de dessecação podem resistir em ambientes inóspitos. Para que o líquen se estabeleça, é necessário ar limpo, pois são sensíveis a radiação e dióxido de enxofre, servindo como bioindicadores. Em dados locais, seu crescimento só acontece na parte das arvores ou pedras que tem seu posicionamento ao nascente do sol, sendo por isso indicadores cardinais, leste-oeste. Só aparecendo em lugares sem poluição.

Tipos de Habitat: Rochas nuas, superfície de terrenos e árvores, sobre folhas, sobre o solo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...